13/06/17

Estudante francesa de meio ambiente e apaixonada pela Floresta Amazônica é selecionada para desenvolver pesquisa sobre Sistemas Agroflorestais na Fazenda São Nicolau

Pesquisa sobre SAFs poderá contribuir com a formação de cluster de café no Noroeste de Mato Grosso (Foto: Acervo PETRA)

Pesquisa sobre SAFs poderá contribuir com a formação de cluster de café no Noroeste de Mato Grosso (Foto: Acervo PETRA)

O estudo, a ser realizado por Iris Parrot, pretende levantar aspectos socioeconômicos para aplicação de Sistemas Agroflorestais (SAFs) no Noroeste de Mato Grosso. A análise, envolvendo a Fazenda São Nicolau, foca na organização social de uma cadeia para o café agroflorestal e no arranjo produtivo dos atores. A proposta é entender quais são os critérios que podem gerar influências positivas da implementação de SAFs no Projeto de Assentamento (PA) do Juruena, verificando se os agricultores locais, potencial beneficiados, se interessam e estão estimulados a participar e estudando o papel da Fazenda São Nicolau neste arranjo. O estágio, financiado pela ONF Brasil através do programa de pesquisa do projeto Poço de Carbono Florestal Peugeot-ONF, contribui também com o Componente 1 do projeto PETRA: “Promoção dos sistemas de produção econômica e ecologicamente eficientes”.

A experiência anterior na área comercial será essencial para Iris, estagiária selecionada para desenvolver a pesquisa. A francesa possui pós-graduação em gestão de projetos e comércio internacional. Ela já atuou com projetos de micro finanças no setor florestal no Benim (África) e com estudos de oportunidades comerciais na extração de óleo de resina natural por povos indígenas no Camboja (Ásia). Iris trabalhou por três anos na ONF International no serviço de desenvolvimento comercial, realizando, por exemplo, uma avaliação dos impactos sociais, ambientais e de governança de um projeto agroflorestal para um fundo de investimento. Neste período, cursou uma especialização em economia e sociologia ambientais na AgroParisTech, e a pesquisa realizada na Fazenda será o trabalho de conclusão de curso.

Durante a pesquisa para os projetos PCFPO e  PETRA, Iris está incumbida pela revisão bibliográfica dos relatórios científicos de projetos semelhantes, focando em teorias sobre ações coletivas. Em um segundo momento, ela deve entrevistar os beneficiados em potencial e atores estratégicos do projeto no PA Juruena, além de organizações protagonistas em projetos de estruturação de cadeias produtivas sustentáveis e SAFs (como o Instituto Centro de Vida – ICV e o Instituto de Conservação e Desenvolvimento Sustentável do Amazonas – IDESAM). As referidas organizações são atores institucionais que tem experiência na articulação local no Noroeste do Mato Grosso ou no Amazonas, entre outros na cadeia de valor do café.

O objetivo final da pesquisa é colaborar na formação de um cluster de café agroflorestal na região. Porém, inicialmente, os resultados do estudo de viabilidade serão mais relacionados ao contexto da Fazenda São Nicolau e seus intercâmbios com o PA Juruena. Os SAFs podem ser tornar uma fonte de renda complementar para o assentamento. Considerando que estes sistemas regulam e aumentam a fertilidade do solo, como também colaboram na fixação do carbono, o SAF se apresenta como uma alternativa de produção sustentável sem o uso de agrotóxico. A prática pode também recuperar serviços ambientais perdidos com a degradação anterior da terra. Por fim, a inserção da São Nicolau na cadeia de valor da produção de café pode fortalecer o poder de negociação dos produtores.

 

Veja mais fotografias sobre a cadeia produtiva do café no Noroeste de Mato Grosso (Fotos: Acervo PETRA /Anthony Dubois – ONFI e Saulo Magnani – ONFB):

 

01

04

03

06
02

Recomendados

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Financiadores:
Gestão Administrativa e Financeira:
Implementação: